sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Militar fallece durante ejercicios navales en Región de Coquimbo

SANTIAGO.- Un militar murió y otros dos resultaron heridos en medio de un ejercicio militar realizado en Puerto Aldea, Región de Coquimbo, el cual era presenciado por el Presidente Sebastián Piñera.
En el lugar también se encontraban el ministro de Defensa, Jaime Ravinet, y el comandante en jefe de la Armada, Edmundo González.
Según el comunicado entregado por la Armada de Chile, en el marco de una actividad “programada de entrenamiento terrestre anfibio”, el Soldado 1º Infante de Marina José Manuel Araya Arce, perteneciente al Destacamento de Infantería de Marina Nº2 “Miller” de Viña del Mar, falleció luego que aparentemente fallara “un material”.
En tanto, el Sargento 2º Infante de Marina Luis Alberto López Peña y el Soldado Infante de Marina Marcelo Alonso Huechapán Gómez resultaron heridos, ambos pertenecientes a la misma dotación militar del fallecido. Estos “fueron atendidos y estabilizados por personal médico en el lugar y posteriormente, evacuados en un helicóptero naval al Hospital de Coquimbo, donde se encuentran internados y fuera de peligro”, señala la declaración.
Asimismo, la institución informa que los hechos “están siendo investigados por el Fiscal Naval, quien se constituirá en el lugar de los hechos en las próximas horas”.
Junto con lamentar lo sucedido, la Armada señala que la actividad fue suspendida.
Finalmente, el comunicado señala que el ministro de Defensa, Jaime Ravinet, y el Presidente Piñera “se encontraban ubicados dentro del perímetro de seguridad empleado en este tipo de ejercicios” y que tras al accidente retornaron a Santiago.

Fonte: www.terra.cl

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Irã cava valas para enterrar soldados dos EUA, diz militar



O Irã cavou valas comuns para enterrar soldados americanos no caso de um ataque dos EUA ao país, segundo um ex-comandante da Guarda Revolucionária iraniana.
O general Hossein Kan’ani Moghadam disse que as valas foram preparadas na Província do Khuzestão (sudoeste), mesmo local onde o Irã enterrou soldados iraquianos mortos na Guerra Irã-Iraque (1980-1988).
“As valas comuns que usamos para enterrar os soldados de Saddam Hussein, à época o ditador do Iraque agora estão sendo preparadas para os soldados dos EUA”, disse ele.
A declaração foi encarada como uma resposta a especulações de que o Exército americano teria um plano para atacar o Irã, caso o país insista em desenvolver armas nucleares -intenção negada por Teerã- e as sanções ao regime não surtam efeitos.
As imagens, acompanhadas de uma música dramática, revelam fileiras e fileiras de grandes buracos simétricos espalhados por uma região desértica.
Segundo a agência, o Instituto para a Defesa de Valores da Guerra Santa – órgão iraniano que geralmente publica livros e produz filmes sobre a Guerra Irã-Iraque – é o responsável pela gravação e a divulgou para “mostrar simbolicamente que o Irã está pronto para enterrar invasores do seu solo”.

fonte: http://www.forte.jor.br/category/noticiario-internacional/

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Assessores Juridicos do Exercito








É ai que quero estar...


Ministro da Defesa visita o Contingente Brasileiro no Haiti







Missão de Paz




A ampliação do centro de formação de militares para missões de paz e o treinamento conjunto entre Exército, Marinha e Aeronáutica são os primeiros passos do Brasil para ampliar sua participação em missões da paz da ONU, objetivo traçado pelo Ministério da Defesa.
Três países estão hoje na lista de preferências de autoridades responsáveis por subsidiar a escolha, que cabe ao presidente e requer aval do Congresso. Sudão, Líbano e Chipre são consideradas missões capazes de oferecer menos riscos e ganho político real ao país.
Hoje o Brasil contribui com 9 das 16 missões da ONU. Dos 2.254 brasileiros em ações para a manutenção da paz, 97% estão no Haiti.
“O Brasil está fazendo um esforço grande para melhorar a qualidade de sua tropa”, diz Giancarlo Summa, diretor do Centro de Informações da ONU, no Rio de Janeiro. A participação em missões de paz é considerada fundamental para uma tropa que dificilmente enfrentará guerra.
O general José Elito Carvalho Siqueira, chefe do Estado-Maior do Ministério da Defesa, afirmou que o comando do CCoPaB (Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil) caberá ao Exército, que terá 150 homens, contra 30 de Marinha e Aeronáutica.

FONTE: Folha de São Paulo

Fuzil Imbel IA2


O cartaz feito pelo Exército em comemoração ao Dia do Soldado, 25 de Agosto, trará uma grande novidade. Os soldados presentes no cartaz estarão empunhando o novo Fuzil Imbel IA2, que antes mesmo de ser lançado já ganhou o apelido de “SCAR Brasileiro”.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Oração do Guerreiro de Selva - CIGS

video

Não preciso falar nada. Linda demais essa oração.

video

Centro de Instrução de Guerra na Selva - CIGS
Daqui alguns anos...certamente estaremos lá...